Inglês na advocacia: de opção a pré-requisito

Inglês na advocacia- De opção a pré-requisito (8 de dezembro de 2020)

 

O inglês na advocacia é um idioma que já faz parte da rotina de muitos profissionais. Apesar disso, ainda há muita gente que comete falhas ao trabalhar com esse idioma no seu local de trabalho.

No ramo do direito, diferente do que muitos imaginam, o inglês é uma necessidade! Quando olhamos para a evolução de algumas áreas da profissão observamos que o Direito empresarial, tributário assim como o internacional, tem a urgência de profissionais que possuem o inglês fluente.

Nesse artigo vamos mostrar por que o inglês na advocacia atualmente não é mais uma opção e sim um pré-requisito. Confira!

 

Por que o inglês na advocacia é uma necessidade atual?

Ter o domínio de inglês é um diferencial importante na carreira de muitos profissionais em vários segmentos do mercado. E não área do direito não é diferente.

Foi-se o tempo em que aprender um segundo idioma era visto como algo opcional. Hoje em dia, profissionais do direito que não sabe inglês estão um passo atrás do seu concorrente. E mais, estão perdendo ótimas oportunidades de escalar o seu negócio, bem como conquistar clientes dentro e fora do Brasil.

Agora, se você não está 100% convencido disso, veja a seguir alguns motivos que justificam a importância do inglês na advocacia:

 

#01. Déficit no mercado

O Brasil tem sido alvo de investimento de muitas empresas estrangeiras. E para que o processo de expansão ocorra, torna-se necessário a presença de um advogado que tenha um amplo conhecimento da nossa legislação, assim como também o domínio de inglês para facilitar o entendimento das partes sobre o processo de negociação.

Além disso, quando o profissional detém conhecimentos avançados da língua ainda na graduação, ou mesmo depois de graduado, ele consegue se destacar em processos seletivos e promoções de cargos.

 

#02.  Cliente estrangeiros

Segundo dados do IBGE, em nosso país, residem cerca de 1 milhão de estrangeiros. E como grande parte dessas pessoas não se comunicam tão bem em português, para regularizar sua situação no país, certamente elas precisarão de um suporte jurídico que domine o seu idioma nativo.

Além disso, diversos imigrantes no Brasil podem requisitar um advogado para ações judiciais, para processos trabalhistas ou de qualquer natureza. Mas, são pouco os profissionais que dominam o inglês na advocacia. E com isso perdem a chance de conseguir mais clientes.

 

#03. Capacitação profissional

O inglês é um pré-requisito para o seu ingresso em diferentes programas de pós no Brasil. Isso porque, muitos textos trabalhados em sala de aula são textos em inglês. Logo, pede um nível alto de compreensão de escrita.

Além disso, ofertam-se diversas bolsas de estudo para aperfeiçoamento em outros países. E uma das etapas do processo seletivo é o seu certificado de proficiência no inglês.

Certamente algum desses benefícios chamou sua atenção, pois todos são voltados para sua melhoria de trabalha e aquisição de novos clientes. Fuja do básico e vivencie novas experiências que o inglês te possibilitará.

 

Se você pretende seguir a área de direito empresarial com toda certeza você precisará de um alto nível de inglês. No entanto, são poucos os cursos que vão atender sua necessidade. Afinal, o inglês empresarial possui muitas especificidades. Entre no nosso curso de inglês para negócios e se torne um advogado em excelência.